• DICAS PARA PREVENIR O MOFO

    post mofo 2

    O mofo é o nome dado a fungos microscópicos que fazem parte de um ambiente comum. Eles vivem principalmente em lugares úmidos e escuros. Os ambientes mais úmidos são ainda mais propensos para que esses esporos se reproduzam e formem colônias. A chuva ou o forte calor também ajudam a intensificar a proliferação de mofo.

    Como curiosidade, você sabe a diferença entre mofo e bolor?

    Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, mofo e bolor não são as mesmas coisas. Os dois são causados por fungos, mas o bolor apenas contamina os objetos e o mofo é capaz de corroer aquilo que ele afeta. O bolor aparece em relevo, de cor acinzentada e pode ser limpo com um pano úmido. Já o mofo aparece como pontos pretos e é muito mais difícil de ser retirado, principalmente quando ele infecta objetos de fibra ou tecidos.

    E você sabe como evitar o mofo da sua casa?

    A forma mais adequada de evitar a formação e proliferação do mofo é o controle da umidade relativa através dos sistemas de climatização.

    O ar condicionado retira a umidade do ar. Usado adequadamente, trocando os filtros regularmente e fazendo a higienização continua do aparelho, ele é capaz de manter a umidade relativa do ar abaixo de 60%, e quanto mais baixa melhor nesses casos. Em dias muito chuvosos ou quentes, deixe o ar condicionado ligado na função desumidificar por algumas horas, isso vai ajudar muito no combate a esse problema.

    Utilize produtos anti-mofo. A função básica deles é retirar a umidade do ar e evitar a proliferação dos fungos nos locais onde eles mais aparecem, como: armários, gavetas e paredes. Existem diversos tipos de anti-mofo, que além de ajudar a diminuir a umidade do ar, ainda perfumam o ambiente.

    Abrir as portas e janelas periodicamente ajuda a promover a circulação do ar. Alguns cômodos que não são muito usados acabam sendo esquecidos. Lembre-se de arejar todas a peças da casa, inclusive as que não têm circulação de pessoas.

    Conserte vazamentos, telhas, paredes e tetos, pois estas áreas problemáticas são as preferidas para os fungos se proliferarem.

    Dicas valiosas não é mesmo? Então fique ligado e acompanhe as novidades do nosso BLOG!

     

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.